Cerca de 106 casas construídas pela CDHU em Ribeirão Preto estão prontas a cerca de dois meses, no entanto estão vazias, enquanto a demanda habitacional no município é grande, essas moradias que poderiam abrir e realizar o sonho de 106 moradias estão vazias. E o pior estão sendo depredadas por marginais e por vândalos, o local também serve de abrigo para os mendigos, já foram roubados portas, janelas, pias, espelhos de tomada, quadros de forças, soquetes, inclusive a fiação elétrica esta sendo levada pelos marginais. Esse é um drama que pode adiar ainda mais a entrega dos imóveis a essas 106 famílias. Alguns imóveis chegam a estar quase que completamente destruídos, portas foram retiras, vidros quebrados, janelas e pias foram removidas. Os seguranças que foram contratados para cuidar dos imóveis, alegam que não conseguem controlar a ação dos marginais que vem em grupos, quando os seguranças estão fazendo o controle de uma área os ladrões estão agindo em outras, salienta o vigilante.

Casas do Conjunto Habitacional Paulo Gomes em Ribeirão Preto

Casas do Conjunto Paulo Gomes em Ribeirão Preto Foto: Márcia Ribeiro/Folhapress

A CDHU questionada informou que os danos causados por vândalos serão consertados, e que a empresa de segurança contratada será responsabilizada pela ação. A Prefeitura informou que os imóveis ainda não foram entregues mesmo tendo ficado prontos dois meses antes, por causa que os imóveis não foram repassados oficialmente pela CDHU.

Os novos moradores

Não foi informado se as 106 moradias serão sorteadas entre os inscritos na CDHU ou se serão utilizadas para ações de retirada de famílias de áreas de risco ou das favelas. Os novos moradores devem pagar parcelas de no mínimo R$50,00 pelo imóvel.  O Conjunto Habitacional Paulo Gomes tem 692 casas e foi um investimento de mais de 49 milhões, destes 106 imóveis ainda permanecem vazios e estão cada vez mais depreciados.

Atualização

Em 10 de Agosto foi publicado no Diário Oficial o nome das pessoas que serão beneficiadas, porém devido aos estragos causados e necessidade de reparo, ainda não há previsão de quando os novos beneficiários poderão se mudar para o Conjunto Habitacional.

Inscrições na CDHU de Ribeirão Preto

Depois da entrega do Conjunto Paulo Gomes não há previsão de quando novas inscrições serão abertas na cidade, nem se serão construídas casas ou apartamentos, no entanto a Prefeitura espera que novos acordos possam ser firmados para suprir a demanda no município, e também para retirar das favelas e áreas de risco as famílias que encontra-se em situação precária.

O Oficial Blog acompanhará o desfecho do caso.