O Casamento é o sonho de muitos casais isso porque ele oficializa a união. Quem realiza o casamento na igreja normalmente faz também o Casamento no Civil pois ele oficializa a união em cartório, é importante para que ambos possam estar legalmente casados. Hoje em dia muita gente acaba abrindo mão do casamento religioso e de grandes festas pois o custo é muito alto, então alguns optam apenas pelo Casamento no Civil para oficializar a união legal do casal perante os direitos da sociedade. O casamento no Civil é uma cerimônia bem rápida, ainda mais se realizado em cartório. Recomenda-se que o casal use traje social, porém em muitos cartórios não é exigido nenhum tipo de roupa específica, consulte no cartório de sua preferencia se existe alguma exigência.

Quanto custa Casar no Civil

O custo é de R$100,00 até R$300,00 de acordo com o cartório escolhido, tipo de cerimônia, região do país, etc. Se o casal optar pela realização do casamento fora do cartório o custo é mais elevado.

Quais os documentos necessários:

 

  • Certidão de Nascimento de ambos
  • Documento de Identificação com foto (RG, CNH ou equivalente)
  • Comprovante de Residência dos noivos
  • Comprovante de Residência dos pais dos noivos
  • Declaração de Estado Civil a ser preenchida no cartório
  • Declaração de duas testemunhas maiores de 18 anos e que confirmem que não há impedimento entre o casal e que os conheçam a bastante tempo durante a relação.
  • Caso seja viúvo, certidão de óbito do conjugue falecido
  • Divorciados: Certidão de Casamento Averbada, sentença de anulação ou sentença de divórcio.

 

Tipos de Casamento – Regime de Bens

Comunhão Parcial de Bens: Todos os bens adquiridos antes do casamento são individuais. Os bens adquiridos pelo casal após o casamento são do casal.

Separação de Bens: Tudo o que foi adquirido antes ou depois do casamento pertence a quem os comprou. Por exemplo: Se o marido comprar um carro no nome dele, este carro pertence a ele e não ao casal, com isso em caso de separação a mulher não tem direito, e vice-versa. Este tipo de casamento é muito comum caso existam conflitos de interesse que possam gerar desconfiança ou por opção do casal.

Comunhão Total de Bens (Comunhão Universal de Bens): Tudo que é de um é do outro também. Essa modalidade é a mais comum a conhecida “Tudo que é meu é seu”. O regime de bens mais utilizado até hoje.

Regime Dotal: Essa é muito raro, praticamente escasso. Nessa modalidade é quando a noiva recebe um dote, esse dote que pode englobar vários bens é registrado num documento em cartório.