Ao comprar um veículo, muitos compradores não transferem o nome do veículo. São poucas as pessoas que imaginam o problemão que pode causar a não transferência de veículo para o nome do comprador, além poder gerar multas para o antigo comprador. Por isso é importante que o veículo seja transferido em até 30 dias após a compras para evitar problemas futuros.

Despachante

Os Despachantes simplificam o processo de transferência de veículo, porem a transferência via despachante é mais cara do que você optar por transferir o veículo por conta própria. Porém a opção de transferência via despachante é a mais utilizada pois o Despachante cuida de toda a documentação e tramites necessário para realizar a transferência de proprietário, logicamente que isso tem um custo, que varia de cada despachante as taxas e encargos cobrados.

Transferência de Veículo sem Despachante

A Transferência de Veículo sem utilizar o Despachante é um opção mais econômica, mas que pode gerar um certo aborrecimento, pois o serviço é burocrático. Mas não é impossível de se transferir um veículo sem despachante, se você tem um certo tempo e um pouco de paciência certamente conseguirá transferir seu veículo sem a ajuda de um despachante e fazer todos os tramites legais diretamente.

Documentação Necessária:

  • Original e Cópia do CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos)
  • CRV Original preenchida com Reconhecimento por autenticidade.
  • Original e Xerox do RG e CPF do Comprador
  • Comprovante de Pagamento CRV e de débitos.
  • Original e Xerox de Comprovante de Residência emitido com data máxima de três meses.
  • Além disso: Decalque Legível do Chassi, Decalque Legível ou Laudo Fotográfico do Motor pode ser necessário.
  • O Veículo deve passar por Vistoria, para verificar as condições do veículo e deferir ou não a sua aprovação.
  • O Laudo Fotográfico ou Óptico só será exigido caso não seja possível visualizar o número do motor.

 

Como Efetuar a Transferência:

Compareça ao Órgão de Transito responsável pelo seu Estado como por exemplo Detran, Ciretran, etc e “Realize a Pesquisa de Baixa Gravames”.

Compareça a uma Agência Bancária com o CRLV Original, para pagar a taxa de Emissão de novo CRLV. Será levantado todos os débitos do veículo, caso existam débitos você pode efetuar o pagamento no próprio banco.

Compareça novamente ao Órgão de Trânsito, e munido do Comprovante de Quitação de Débito e Pagamento de Taxas efetuados na rede bancária, solicite gratuitamente a Pesquisa Renavam (PTRE e PEBE).

Compareça a um Pátio de Vistoria do DETRAN e realize a vistoria, deve-se levar todos os documentos acima indicado na “Documentação Necessária”.

Após a vistoria compareça ao Órgão de Transito com todos os documentos e o Laudo de Vistoria para a solicitação de emissão de novo documento.

É necessário aguardar o prazo de cada Órgão de Transito e buscar o documento pronto, este prazo normalmente é de 2 dias úteis.