Licença Casamento você sabe o que é? Saiba seus direitos

A Lei da CLT no artigo 473 inciso II prevê que o trabalhador poderá faltar ao serviço por três dias consecutivos em virtude do se casamento. Os três dias deverão ser abonados pela empresa e não poderão em hipótese alguma ser descontado do salário do empregado, pois a própria CLT determina a falta por três dias consecutivos em virtude de seu próprio casamento.

Muitas pessoas não entendem bem como funciona a contagem dos três dias, e acabam fazendo confusão e ficando a mais licenca-casamentoou a menos de sua licença Casamento. Iremos explicar como saber os três dias que tem direito a folga, para você não correr o risco de se prejudicar na empresa em que trabalha.

O Primeiro dia de Licença Casamento deve-se iniciar no dia que o empregado trabalharia.

Os demais dias não precisam ser dias trabalhados, pois a CLT determina que devem ser três dias transcorridos e não três dias de trabalho, mas caso o Trabalhador opte por Casar em uma Segunda-Feira por  Exemplo: Folgaria na Segunda, Terça e Quarta-Feira. Na Quinta voltaria a seu expediente de Trabalho.

Então para calcular os dias que você tem direito a Licença Maternidade, basta escolher um dia de trabalho e mais dois, lembrando que se por exemplo o trabalho casar-se na Sexta-Feira, dia em que teria que trabalhar, folgaria: Sexta, Sábado e Domingo voltaria a Trabalhar.

Se o Trabalhador escolher Casar-se no Sábado e trabalha em uma escala de Segunda á Sexta, então folgaria na Segunda, Terça e Quarta, pois a contagem do Licença Casamento deve-se iniciar em um dia de trabalho.

O mesmo também vale para as outras escalas de Trabalho, lembre-se a licença deve-se iniciar em um dia de Trabalho, os outros dois dias podem fazer parte do expediente de trabalho ou não.

Documentação para Apresentar no RH para a Licença Casamento:

Em muitas empresas o Convite de casamento já é o suficiente para a Comprovação. Mas em grandes empresas pode-se pedir, comprovante de Casamento, Certidão de Casamento para os que casaram no Civil também.

A Empresa ou Patrão pode se negar a conceder tal data para casamento em virtude de trabalho?

Não. Pois o Trabalhador tem total liberdade para escolher sua data de Casamento. O Empregador não poderá pedir para o Trabalhador adiar seu casamento em virtude Profissional, pois seus direitos estão estabelecidos na Lei, aparado pela mesma.

 

Empregada Doméstica e Estagiários tem direito a Licença Casamento?

NÃO. Infelizmente a Lei não ampara este tipo de Trabalhador. Nesse caso o Trabalhador deve tentar conversar com o Trabalhador, tentando assim sensibilizá-lo, contar com a Compreensão da parte empregadora.

 

Agora que você já conhece seus direitos, pode Casar Tranquilo, a lei ampara a falta do serviço no Caso de Casamento.