cirurgia-plasticaTodos os anos milhares de mulheres recorrem a cirurgia Mamoplastia Redutora, que nada mais é do que a redução das mamas através de um procedimento cirúrgico, enquanto algumas mulheres querem colocar vários ml´s de silicone para aumentar os seios, outras sentem a necessidade de fazer a redução mamária por problemas de saúde, isso porque ter os seios muito grande pode acarretar vários problemas para a saúde como: problemas na coluna, hérnia, baixa autoestima e nos casos mais graves até depressão. Uma cirurgia plástica não custa barato, no entanto é importante salientar que a Mamoplastia Redutora não é apenas estética e sim um procedimento corretivo e de vital importância para a saúde, por conta disso o SUS (Sistema Único de Saúde) já oferece gratuitamente o procedimento para as mulheres que sofrem com esse problema e querem reduzir os seios através de uma cirurgia plástica corretiva.

Hoje vamos explicar o procedimento para conseguir realizar a cirurgia de graça através do Sistema Público de Saúde. Antes de tudo é importante deixar claro que o SUS só realiza procedimentos como esse quando houver problemas, anomalias ou riscos para a saúde do paciente, um dos principais motivos hoje em dia é relacionado a problemas na coluna, isso porque está comprovado que o peso das mamas pode desencadear problemas graves na coluna.

 

Como fazer pelo SUS – Sistema Único de Saúde

A paciente interessada neste tipo de cirurgia deverá passar por um médico da rede pública de saúde e solicitar a avaliação ou encaminhamento para a realização da Mamoplastia, após manifestar o interesse o médico deve analisar se realmente é um caso de cirurgia ou trata-se apenas de um procedimento estético. Normalmente o médico encaminha para a realização de vários exames clínicos com ortopedistas e psicólogos.

Se constatada a necessidade da cirurgia a paciente vai para uma fila de espera, de acordo com a demanda na região. Infelizmente não é possível estipular prazos para conseguir esse tipo de cirurgia, mas o importante é que as mulheres saibam que a Mamoplastia é um procedimento já incluído pelo SUS, sendo assim ele não é considerado apenas estético e sim reparadora.

Antes da cirurgia ainda é necessário fazer vários exames para comprovar que a paciente está em condição para a realização deste tipo de cirurgia, como: exames de risco, cardiológico, eletrocardiograma, exame de sangue, exames radiológicos, risco de câncer de mama e avaliação emocional.

Caso na sua cidade não possua infraestrutura para a realização deste tipo de cirurgia, a Secretária de Saúde do seu município deverá encaminhá-la para outra cidade para que você possa realizar o procedimento cirúrgico.

Cartão do SUS

Outra dica importante para as mulheres interessadas neste tipo de cirurgia é terem o Cartão Nacional do SUS (CNS), caso você ainda não tenha feito o seu, procure um posto de saúde com seus documentos pessoais, isso porque ele é obrigatório.

Hipertrofia mamária e a Gigantomastia é um problema que causa o crescimento exagerado das mamas, geralmente ele está ligado a problemas genéticos ou hormonais, ela normalmente afeta bastante a saúde das mulheres além de causar problemas emocionais em algumas mulheres, pois a estética passa a trazer sérios problemas psicológicos, isso porque a mulher acaba sendo alvo de piadinhas de mal gosto.

Problemas de Saúde que pode causar

  • Dores crônicas nas costas;
  • Dores nos ombros;
  • Desvios na coluna;
  • Hérnias;
  • assaduras na região sulco mamária e entre as mamas;
  • Peso excessivo das mamas, podendo atrapalhar simples atividades do dia-a-dia;
  • Desvios na coluna;
  • Marcas profundas na pela em virtude do sutiã apertado que a mulher acaba tendo que usar;
  • Além de problemas psicológicos e emocionais;

Preço em clínicas e hospitais particulares

Em clínicas particulares o valor deste tipo de cirurgia varia muito conforme o estado do paciente, técnica envolvida, clínica e cirurgião plástico, mas normalmente o valor varia de R$2.000,00 a R$15.000,00. Normalmente as clínicas possuem convênios com bancos e financeiras, fazendo portanto o parcelamento da cirurgia através de financiamento, cheque ou cartão de crédito. Para as mulheres que não podem pagar, a melhor solução é procurar o SUS pois o procedimento é oferecido gratuitamente por ele, no entanto é preciso esperar em uma fila de espera, cujo prazo varia de acordo com a região.

Como é a cirurgia

Fique tranquila pois a cirurgia é feita através de Anestesia Geral, por isso não precisa se preocupar com dores durante o procedimento. Já após a cirurgia é necessário a utilização de remédios para aliviar a dor. O período de internação é de 24 a 48 horas e a paciente deverá ficar de repouso durante aproximadamente 30 dias para recuperação.

Se você sente que tem necessidade de realizar uma cirurgia redutora de mama, não deixe de correr atrás dos seus direitos, muitas mulheres acabam desistindo da cirurgia e desenvolvendo problemas de coluna por exemplo, cujo tratamento é mais complexo.